BEM VINDO AO NÚCLEO MAIO
WHATSAPP +55 (11) 98544-6994

ATENDIMENTO JURÍDICO GRATUITO TERMINA COM ÊXITO

Moradores de Heliópolis e região, foram atendidos e cadastrados no evento. Casos extremos e delicados foram acompanhados pelas advogadas.

Reportagem local
Marcelo Barbosa

Foto: Marcelo Barbosa

Dra. Vanessa e Danielle em um dos atendimentos no Núcleo Maio

As advogadas, Vanessa Acbas e Danielle Ramos, em parceria com o Movimento das Associações Independentes Organizadas, o Núcleo Maio, realizaram à ação social com atendimento jurídico gratuito, nas áreas; direito civil, trabalhista, consumidor e família. Os trabalhos aconteceram no sábado, 28 de julho, das 10 horas até às quatro e meia da tarde. Os organizadores do evento programam outra ação do mesmo tipo de atendimento com data à confirmar.

A população que procurou as atividades sociais, passaram por uma triagem e as diversas pessoas interessadas nos serviços jurídicos gratuitos, conseguiram receber orientações, tirar dúvidas e serem cadastradas para acompanhamento dos casos apresentados. Cada atendimento individual durou aproximadamente uma hora, período que deu para ter atenção necessária para cada pessoa.

Após expediente, advogadas registram foto

“Foi uma experiência muito gratificante exercer minha profissão para ajudar ao próximo. Quando uma pessoa senta em sua frente, ela confia em compartilhar sua história de vida. Aí, nos preparamos no emocional e nas leis ao mesmo tempo. Eu mais aprendi do que aconselhei”, diz emocionada, Danielle Ramos, que é abraça pela sua parceira de advocacia, Vanessa Acbas, que reforçou o assunto. “Realmente é impactante doar seu tempo e experiência para que outra pessoa cresça. É algo totalmente positivo, você orientar as pessoas menos favorecidas e apresentar uma saída que em muitos casos, são desconhecidos”, completou. “Um balanço positivo que vai crescer ainda mais”, define o Diretor do Núcleo Maio, João Eudes, sobre o atendimento jurídico gratuito.

EM BUSCA DE UMA LUZ

* por razões de segurança, fotos e dados pessoais foram alterados.

À aposentada, S.C.A.* foi uma das participantes no atendimento jurídico gratuito que mais impactou as advogadas. Após sofrer anos de abusos físicos e emocionais do ex-companheiro, ela tem agora que se preocupar com outra situação: Acreditar que está sendo roubada por amigos, colegas e familiares. “Minha vida foi muito sofrida quando decidi não aceitar mais ser desprezada por um homem. Quando tive esta atitude, levei 10 facadas na cabeça (Sic). Fui perseguida e explorada. Apesar de não esquecer este passado, percebo agora que querem abusar da minha vida financeira”, relembrou  em lágrimas à mulher que atualmente toma mais de 10 remédios contra depressão, tem crises de perda da consciência e convulsões. Ainda de acordo com o depoimento da vítima, infelizmente na época destes acontecimentos, ela não realizou denúncia e consequentemente, o ex-companheiro não foi preso. O caso prescreveu. Neste período o homem sai de São Paulo, levando ainda o filho do ex-casal. O relado de suspeita de roubo está sendo acompanhado pelas profissionais.

 

 

 

Marcelo Barbosa da Silva

VIEW ALL POSTS

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.